Mitos e verdades sobre o hormônio do crescimento

Muito se fala sobre o hormônio do crescimento (GH, do inglês “growth hormone), mas boa parte das afirmações são incorretas ou exageradas. Vamos a alguns exemplos:

1) O GH tem como única finalidade o crescimento das crianças e adolescentes
Mito: o GH, além de promover o crescimento longitudinal, é importante inclusive nos adultos, já que promove a conservação da massa muscular, reduz a massa gordurosa, ajuda a preservar os ossos da osteoporose, e tem também ações no cérebro promovendo bem estar. Mas é importante notar que estes efeitos benéficos são exercidos quando os níveis circulantes do GH são normais, e portanto adultos normais não terão benefícios adicionais se receberem o hormônio, como veremos adiante.

2) O GH pode ser administrado para pessoas em outras condições clínicas além de crianças portadoras de deficiência de GH

Verdade: Com a disponibilidade de quantidades ilimitadas de GH obtido por engenharia genética (GH recombinante humano- rhGH) os médicos passaram a testar o uso do rhGH em outras condições além da deficiência do hormônio em crianças. Desta forma, o rhGH mostrou-se útil para o tratamento de adultos com problemas na hipófise levando à deficiência de GH, crianças sem deficiência de GH mas com previsão de alcançares estatura muito baixa (baixa estatura idiopática), alguns pacientes portadores de AIDS, etc. No entanto, a indicação do tratamento deve obrigatoriamente ser feita por endocrinologista com experiência no assunto.

3) O GH é indicado para otimizar os exercícios físicos visando aumento da massa e da força muscular

Mito: O GH pode aumentar a massa mas não aumenta a força muscular. Além disso, precisa ser dado em doses elevadas, o que pode levar a pressão alta, diabetes, problemas articulares, e até favorecer alguns tipos de câncer.

4) O uso do GH em idosos promove rejuvenescimento

Mito: Esta idéia veio de um estudo feito há cerca de 20 anos, que mostrou aumento da massa muscular em homens acima de 60 anos de idade. Daí a imprensa leiga e maus profissionais da saúde passaram a difundir a falsa idéia de que o GH é a fonte da juventude ! Nenhum estudo médico sério provou esta idéia: pelo contrário, a administração do hormônio, principalmente em idosos, pode levar aos problemas citados no item 3. Somente um grupo de idosos, aqueles debilitados por doenças, cirurgias, e os que não se locomovem podem, em casos selecionados, se beneficiar do tratamento com GH. Desta forma, boa alimentação, atividade mental e exercícios físicos continuam sendo a melhor forma dos idosos manterem a forma.

5) O GH pode ser administrado por via oral

Mito: O GH, se for ingerido, será desativado no estomago e intestino. Portanto, somente funciona por meio de injeções. Estão em desenvolvimento drogas que, administradas por via oral, podem estimular o GH da pessoa. No entanto, cuidado com os produtos anunciados com esta finalidade, cuja eficácia não foi comprovada.

Prof. Dr. Marcello D. Bronstein - Endocrinologista